Comportamento

MANTENDO O EQUILÍBRIO: COMO LIDAR COM COBRANÇAS?

 
Imagem relacionada
 
Provérbios 15.1: “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.”
 
Gálatas 5.22 e 23: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.”
 
Em todas as áreas de nossas vidas, nós vamos nos deparar com cobranças.  Mas precisamos ter consciência de que elas nem sempre são ruins. Por quê? Porque, em muitos casos, elas nos disciplinam, nos mantem focados e nos levam a romper limites.
 
Quando não temos a dimensão do peso da responsabilidade que está sobre nós, em vez de nos tornarmos grandes exemplos de superação, tornarmo-nos donos de projetos inacabados!
 
Se precisamos diariamente conviver com cobranças, precisamos saber lidar com elas de maneira equilibrada. Como? Acompanhe algumas dicas infalíveis no vídeo abaixo:
 
Publicação 04/07/2018, Por Bispa Fê
Comportamento

LIGAÇÃO PARA PREVENÇÃO DE SUICÍDIO AGORA É GRATUITA

 
Em média, segundado dados do Ministério da Saúde, 11 mil pessoas tiram suas próprias vidas no Brasil a cada ano. Atualmente, a média nacional de suicídio é de 5,5 casos a cada 100 mil habitantes.
 
Os seis estados com maiores taxas no país são: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Roraima, Piauí e Amazonas.
 
Em parceria com o Ministério da Saúde, o Centro de Valorização da Vida (CVV) adotou uma nova medida para dar apoio às pessoas que sofrem de depressão profunda.
 
Desde o último domingo, 1º de julho, todas as ligações de prevenção ao suicídio feitas para a instituição, através do número 188 são gratuitas.
 
Resultado de imagem para triste no telefone
 
"Facilitar o acesso do serviço gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional a toda a população brasileira é muito importante. Antes do 188, somente as regiões nas quais havia um dos 90 postos de atendimento do CVV se tinha acesso ao serviço telefônico, pagando o custo de ligação local. Hoje, de qualquer município do país é possível ligar, inclusive de celular, para o CVV", diz uma nota da CVV publicada pelo site G1.
 
O Centro de Valorização da Vida é uma associação civil sem fins lucrativos que trabalha com prevenção ao suicídio, por meio de voluntários que dão apoio emocional a todas as pessoas que querem e precisam conversar. Eles recebem treinamento adequado e não precisam ter formação em psicologia. Todas as ligações são sigilosas.
 
Até 2016, o CVV tinha uma média de um milhão de atendimentos. Em 2017, esse número dobrou e, em 2018, são esperados mais de 2,5 milhões de atendimentos pelo 188. 
 
Como ser um voluntário?
 
Se você tem mais de 18 anos de idade, pelo menos quatro horas disponíveis por semana e vontade de ajudar pessoas, você pode ser um plantonista do Programa de Apoio Emocional do CVV. Para isto você precisa participar de um curso gratuito de preparação de voluntários em uma de nossas sedes. As principais frentes de atuação do plantonista são o atendimento por telefone, voip e o chat. Para se cadastrar e participar gratuitamente do curso, clique aqui e faça sua inscrição.
 
Casos de depressão crescem em todo o mundo
 
Resultado de imagem para tristeza
 
A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. Pessoas que sofrem com este tipo de enfermidade apresentam uma tristeza profunda, perda de interesse generalizado, falta de ânimo, de apetite, ausência de prazer e oscilações de humor que podem culminar em pensamentos suicidas.
 
A depressão afeta 322 milhões de pessoas no mundo, segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em 10 anos, esse número cresceu 18,4%. A prevalência do transtorno na população mundial é de 4,4%.
 
Já no Brasil, 5,8% da população sofre com esse problema, que afeta um total de 11,5 milhões de brasileiros. Segundo os dados da OMS, o Brasil é o país com maior prevalência de depressão da América Latina e o segundo com maior prevalência nas Américas, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que têm 5,9% de depressivos.
 
“Nós, como igreja, temos lutado diariamente contra esta realidade, levando mensagens de fé, guerreando espiritualmente e oferecendo apoio emocional para quem sofre deste mal terrível, um mal que, muitas vezes, é silencioso”, afirma Fernanda Hernandes Rasmussen, Bispa Nacional da Igreja Renascer em Cristo.
 
Para esclarecer todas as dúvidas referentes ao assunto, ela recebeu, no estúdio do “De Bem com a Vida” – programa de variedades da Rede Gospel de Televisão –, o Doutor Fernando, que além de ser especialista na área de psiquiatria é um dos pesquisadores do Programa de Transtornos de Humor da USP (Universidade São Paulo).
 
Acompanhe, a seguir, a entrevista na íntegra:
 
 
Acompanhe também uma mensagem de fé e esperança deixada pela Bispa em seu canal no YouTube:
 
 
Publicação 03/07/2018, Por Assessoria
+QV

EM QUAL ESPELHO VOCÊ TEM SE ENXERGADO?

 
Resultado de imagem para mulher se olhando no espelho
 
Quem é você? Em quem você se espalha? Qual imagem você tem refletido paras as pessoas? Será que sua autoimagem destorcida? Faça uma autoavaliação!
 
Todas nós vivemos para a terra com uma missão. Mas, muitas vezes, deixamos o ambiente que nos cerca determinar nossos comportamentos e, consequentemente, nossa identidade.
 
Quando Noemi saiu de Belém, ela tinha uma identidade. Era uma mulher casada, tinha dois filhos e uma excelente condição financeira. Era uma mulher abençoada. Mas, de repente, viveu uma série de calamidades. Ficou viúva, e seus dois filhos chegaram a casar, mas morreram antes de lhes dar netos.
 
De repente, ela se vê em uma condição miserável e somente com as duas noras, Rute e Noemi, que também estavam desoladas.
 
Hoje, vamos traçar o perfil destas três mulheres, para descobrirmos em qual espelho estamos nos enxergando.
  
1- O espelho de Orfa, a que desiste e faz tudo do seu jeito (Hebreus 10.39)
 
É aquela que, em meio às calamidades e às pressões, não enxerga possibilidades e que prioriza seus próprios interesses. Na primeira dificuldade, em vez de lutar pela família, covardemente os abandona.  
 
O casamento não mudou a identidade de Orfa. Apesar de ter sido casada, ela não era uma mulher de aliança. Assim como existem muitas mulheres casadas que continuam agindo como se fossem solteiras.
 
Quando estabelecemos uma aliança, ela nos transforma! Orfa não era transformada!
 
Precisamos entender que ninguém está livre de passar pelo dia da angústia! O Sol nasce para os bons e para os maus. Qual é a diferença? É a reação de cada um diante das lutas! A diferença é que aquele que tem uma aliança com Jesus luta e supera, mas aquele que quebrou a aliança é sucumbido pelos seus próprios erros.  
 
Não seja daquelas que retrocedem! Peça para que o Senhor renove suas forças e suas motivações.
  
2- O espelho de Noemi, aquela que assume a condição de derrotada (Filipenses 3.13)
 
Noemi perdeu o marido e os filhos. Para ela, a única coisa que restava era a morte. Depois daquela desgraça, ela perdeu a alegria de viver, deixou de sonhar, deixou de acreditar.
 
Eu não sei qual calamidade tirou o seu chão! Mas você não pode permitir que este mal se perpetue na sua vida! Seu chão é Jesus Cristo, ande firmada na rocha.
 
Existem muitas mulheres que venceram seus traumas, medos, dificuldades financeiras e preconceitos e se tornaram grandes exemplos de superação, porque fizeram uma aliança com a solução, não com o problema. Fizeram uma aliança com Deus.
 
Noemi deixou que aquela desgraça mudasse sua identidade. Ela queria que a chamassem de Mara (“Amarga”).
 
Quando você é curada na alma, tudo te faz bem porque sua confiança está em Deus! Mas, quando você insiste em permanecer enferma e amargurada, o mal prevalece e ocupa espaços na sua vida!
 
Nunca duvide da capacidade que Deus tem de nos restituir em tudo! Ele é o Deus dos tempos! Esse bom tempo que passou não vai te impedir de viver outros bons tempos! Deus tem para nós novas alegrias e novas conquistas.
  
3- O espelho de Rute, aquela que confia em Deus e faz d’Ele a solução (Deuteronômio 30.19 e 20)
 
Quando Rute casou, ela estabeleceu uma aliança, ou seja, mudou de identidade! O povo daquela família passou a ser o seu povo. O Deus daquela família passou a ser o seu Deus! Ela criou raízes.
 
Mesmo com a sogra em um estágio avançado de depressão, mesmo enlutada e mesmo com tantas dificuldades, Rute não desistiu, fez o que pode para sustentar a parte da família que sobrou.
 
Certo dia, enquanto aproveitava os tempos de colheita para mendigar, Deus a colocou no campo de Boaz, um homem rico, poderoso e muito generoso, que ficou impressionado e admirado com o esforço dela e, por isso, começou a abençoá-la.
 
Ao contar para a sogra como conseguiu o suprimento para sua casa, Rute descobriu que Boaz era parente de Noemi, ou seja, ele poderia resgatá-las e sustentá-las – como era de costume na época.
 
Boaz casou com Rute, e a situação dela e, consequentemente, a de Noemi, mudaram. Ela teve um casamento muito feliz.
 
Ela entregou seu primeiro filho, Obede, para a sua eterna sogra criar. Sabe quem foi Obede? Avô de Davi, o maior rei de Israel, que, inclusive, entrou para a genealogia de Jesus!
 
Rute não só gerou filhos, mas gerou uma nação e foi um instrumento de restituição para Noemi!
 
A mulher que se enxerga no espelho de Deus vence todas as dificuldades!
 
Que, a partir de hoje, você escolha ser como Rute!
Publicação 02/07/2018, Por Bispa Fê
Saúde

PARTICIPE DA CAMPANHA "CHEGA DE AGROTÓXICOS"

 
Resultado de imagem para AGROTOXICOS
 
Conhecido como o “Pacote do Veneno”, o Projeto de Lei 6.299/02, aprovado na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, é um conjunto de medidas que flexibiliza a produção e venda de agrotóxicos no Brasil.
 
Em uma pesquisa do IBOPE, 81% dos brasileiros consideram a quantidade de agrotóxicos na produção e cultivo dos alimentos “alta” ou “muito alta”. Outros órgãos de estudos da área da saúde se manifestaram contra o “Pacote do Veneno”. Entre eles, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que ressalta em suas pesquisas o fato de muitos dos agrotóxicos usados serem proibidos pelos riscos causados à saúde.
 
Muitos dos produtos utilizados nas lavouras são responsáveis pelo estímulo de células cancerígenas.
 
Pesquisas realizadas pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e pelo Ministério da Saúde – Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) apontam que essas substâncias também são responsáveis por problemas neurológicos e hormonais.
 
Em suas redes sociais, a Pastora Ludmila Ferber se manifestou sobre a aprovação da PL. “Na luta contra o câncer, eu adotei essa alimentação orgânica, assumindo uma alimentação natural, preferindo vegetais, hortaliças, frutas e carne branca. Mas, muitas vezes, esses produtos vêm contaminados”, afirmou ela.
 
“Essa questão dos agrotóxicos, que proíbe a comercialização de produtos orgânicos em supermercados, é um atentado à saúde do brasileiro e um atentado ainda maior à saúde financeira do Brasil. Nós sabemos que a sustentabilidade, a questão do apoio aos pequenos produtores, é o que faz uma nação crescer e contribui muito [para a economia]”, acrescentou.
 
O Greenpeace também se posicionou também contra a PL, alertando que a medida afetará a saúde dos consumidores e daqueles trabalham nas lavouras.
 
Ao seu lado estão outras entidades, como: Ministério Público Federal, Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Instituto Nacional do Câncer, Ministério Público do Trabalho, Anvisa, Ibama, Abrasco, Ministério da Saúde e o Conselho Nacional dos Direitos Humanos.
 
Você pode ajudar nessa luta!
 
Para assinar a petição “Chega de Agrotóxicos”, que visa barrar o “Pacote do Veneno”, clique aqui!
Publicação 02/07/2018, Por Bispa Fê