Siga-me

Navegue por categoria

Últimos posts

Perdoar, por quê?

Marcos 11.25 e 26 “E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que o vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as vossas ofensas.”

Ainda que nem todos te agradem, o melhor caminho é o perdão. Por isso que nós sempre devemos começar uma oração pedindo perdão por todos os nossos pecados. Até Jesus Cristo, na oração do “Pai Nosso”, deixou esta mensagem. Em Mateus 6.12, está escrito: “Perdoai nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores.” .

Que hoje a sua oração seja: “Senhor, perdoe meus pecados e limpe o meu coração de todo ódio”. É importante também você perdoar o seu próximo. Na Palavra, está escrito que aquele que não perdoa também não encontrará perdão diante de Deus.

Perdoar é o mesmo que confiar na justiça do Senhor! É ser livre de todo o tipo de mágoa. Isso não quer dizer que você precisa confiar na pessoa novamente, ou ser conivente com suas deformações, mas significa que você passou a entender que todos nós somos passíveis de erros.

Nós dependemos do perdão de Deus e de suas misericórdias, mas, para isso, precisamos perdoar! Essa é a condição. O primeiro passo é o seu!

Em Mateus 5.7, está escrito que os misericordiosos alcançarão misericórdia!

“Mas Bispa, você não sabe o mal que essa pessoa me fez!”. Eu não sei, mas o Senhor sabe, e Ele vai te justificar. Não endureça seu coração. Se, mesmo lendo tudo isso, você ainda não se convenceu da importância do perdão, quero que você medite na parábola do credor incompassivo, que está em Mateus 18.23 a 34. Fiz questão de postar o texto na íntegra! Leia e medite nesta verdade deixada por Jesus Cristo:

“Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. Não tendo ele, porém, com o que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga. Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei. E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida.

Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves. Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida.

Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao senhor tudo o que acontecera. Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda, porque me suplicaste; não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como eu também me compadeci de ti? E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. Assim também o meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um o seu irmão.”

Peça pra que Deus limpe o seu coração, para que você viva de maneira leve e de bem com a vida! Lembre-se: a ira do homem não produz a justiça de Deus!

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply