Siga-me

Navegue por categoria

Últimos posts

“Não olhe as dificuldades, enxergue as oportunidades!”

Neste sábado (10), aconteceu o Encontro Mensal de Mulheres Mais que Vencedoras. Com a ministração das bispas Sonia e Fernanda Hernandes, o evento foi transmitido ao vivo diretamente da sede internacional da Igreja Renascer em Cristo.

O primeiro período da reunião foi marcado por um debate esclarecedor sobre vida profissional. Para ajudar as participantes do evento a desenvolverem seu potencial, as fundadoras do +QV receberam a psicóloga Olga Tessari e a master coach Paula Endo.

Baixa autoestima, estresse, ansiedade, depressão e a falta de capacidade de lidar com críticas e autoridades superiores foram alguns dos diversos assuntos abordados na roda.

A imagem pode conter: 1 pessoa, no palco e show

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e pessoas no palco

Em seguida, dando continuidade a essa jornada transformadora e de autoconhecimento, as bispas trouxeram uma palavra edificante e restauradora. Acompanhe, abaixo, os principais pontos:

Tema: De um grande potencial para uma grande realizadora

Mateus 25.14 a 30: “Pois será como um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e lhes confiou os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro, um, a cada um segundo a sua própria capacidade; e, então, partiu. O que recebera cinco talentos saiu imediatamente a negociar com eles e ganhou outros cinco. Do mesmo modo, o que recebera dois ganhou outros dois. Mas o que recebera um, saindo, abriu uma cova e escondeu o dinheiro do seu senhor. Depois de muito tempo, voltou o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles. Então, aproximando-se o que recebera cinco talentos, entregou outros cinco, dizendo: Senhor, confiaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que ganhei.

Disse-lhe o senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. E, aproximando-se também o que recebera dois talentos, disse: Senhor, dois talentos me confiaste; aqui tens outros dois que ganhei. Disse-lhe o senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. Chegando, por fim, o que recebera um talento, disse: Senhor, sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste, receoso, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.

Respondeu-lhe, porém, o senhor: Servo mau e negligente, sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Cumpria, portanto, que entregasses o meu dinheiro aos banqueiros, e eu, ao voltar, receberia com juros o que é meu. Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem dez. Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. E o servo inútil, lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes.”

Quem tem consciência de sua capacidade tem a noção aproximada da quantidade de talentos que pode acumular. Deus nos criou, ou seja, Ele mais do que ninguém sabe qual é o nosso potencial. Ele não permite que passemos por nada que não possamos suportar.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Nesta passagem, Jesus Cristo conta para os seus discípulos a Parábola dos Talentos, e Ele fala sobre um senhor que confiou determinada quantidade de talentos para seus servos. Este senhor tipifica o nosso Deus. Ele, como nosso Pai, concedeu para cada uma de nós talentos, de acordo com os propósitos que Ele tem.

Nós precisamos tomar cuidado com a autossabotagem. Quando não sabemos qual é a nossa verdadeira capacidade, vivemos sempre de maneira disfuncional.

Aqui, não existem mulheres fracassadas, mas podem existir mulheres que têm realizado da maneira errada, pois ainda não procuraram em Deus descobrir qual é o seu verdadeiro propósito de vida. Aquele servo que recebeu apenas um talento não entendeu este princípio.

Em vez de desenvolver o potencial dele, preferiu se esconder, preferiu ficar se comparado com aqueles que receberam mais ou, simplesmente, ficou enclausurado em suas inseguranças. Muitas pessoas acabam cometendo o mesmo erro, pois não se enxergam capazes. Mas, independente disso ou de sua origem, Deus te criou como uma missão!

Não somos somente criaturas, somos filhas do Senhor. Mas precisamos ter consciência de que Ele não vai ficar nos carregando no colo para sempre! Precisamos crescer e nos desenvolver.

Aquele que recebeu um talento, em vez de encará-lo como uma oportunidade de desenvolver o seu potencial, para, depois, receber mais, ficou “perdido” em seus questionamentos.

O que te impede, muitas vezes, de avançar são os pensamentos que você tem ao próprio respeito. Isso ocorre quando você se enxerga inferior, indigna e incapaz! É quando você não tem perspectivas de futuro! É quando você anula dentro de si todas as possibilidades.

Tudo o que o Senhor nos confia é de acordo com a nossa capacidade, que pode, com o tempo, ser desenvolvida. Aquele servo que recebeu cinco talentos encarou aquele desafio desta forma e, por isso, o multiplicou. Ele poderia muito bem ter reclamado porque recebeu mais trabalho do que os demais.

A imagem pode conter: 1 pessoa, show

Precisamos identificar quais são os nossos pontos fortes e nos relacionar com ele, em vez de ficarmos potencializando nossos pontos fracos e deixá-los determinar nossos resultados. Não importa como as pessoas te enxergam, o que importa é agradar e atender a vontade daquele que te enviou.

O que agrada a Deus? O filho que tem consciência de quem é n’Ele e que coloca todo o seu potencial em  prática. Entre o “potencial” e o “resultado”, existe um caminho, que você precisa construir.

Quando temos consciência de quem somos em Deus, de qual é a nossa verdadeira identidade e sabemos onde queremos chegar, nada nos devia deste propósito! A perseverança também é fundamental nesta jornada.

Gálatas 6.9: “E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desfalecermos.”

Não deixe que sua origem carnal e as opiniões determinem seu sucesso! As opiniões são formadas de acordo com as percepções das pessoas, e elas nem sempre condizem com a realidade. Por isso que nós precisamos descobrir quem somos em Deus. Assim, não ficaremos perdidas.

Precisamos identificar quais talentos o seu colocou em nossas mãos e desenvolvê-lo todos os dias, sempre debaixo da direção de Deus. Precisamos também sempre nos atualizar e nos renovar. Precisamos de manutenções diárias.

Filipenses 1.6: “E estou plenamente convicto de que aquele que iniciou boa obra em vós, há de concluí-la até o Dia de Cristo Jesus.”

Em vez de enxergar as dificuldades, enxergue as oportunidades. Deus te deu tudo o que você precisa para multiplicar os seus talentos. Não está faltando nada! Por isso, não sofra mais por causa daquilo que você não tem, foque no que Ele te deu hoje! O que Deus te confiou, independente da quantidade, não pode ser enterrado e ninguém pode te tirar.

E como o inimigo trabalha para nos sabotar, se ele não pode roubar nossos talentos? Tirando a nossa alegria, fazendo-nos acreditar que nossa vida não tem sentido…

Peça para que o Senhor te ensine a viver da melhor maneira o hoje, ainda que a realidade não seja favorável. Aquele rapaz que recebeu um talento tinha toda a capacidade para multiplicá-lo, mas ele preferiu enxergar aquele um, como se não fosse nada!

Trate os talentos que Deus te confiou como uma pérola de grande valor, tendo consciência de que, n’Ele, você pode todas as coisas!

Romanos 8.37: “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.”

Há uma fábula muito conhecida que simplifica os conceitos que pretendemos deixar para vocês…

Existia uma andorinha que, ao ver as formigas trabalhando, questionou-as sobre qual era o propósito daquele serviço. Uma delas, então, explicou que elas estavam estocando comida para o inverno.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé e noite

A andorinha, então, disse: “Atitudes muito sábias! Vou fazer o mesmo!”. Com o passar dos dias, ela começou a empilhar diversos insetos em seu ninho.

Quando a mãe desta andorinha chegou ao local, ficou perplexa com toda aquela movimentação e disse: “O que você pensa que está fazendo?”. A andorinha, então, explicou: “Estou armazenado alimentos para o inverno, mãe! Eu aprendi isso com as formigas”.

A mãe, paciente, explicou: “Filha, este princípio se aplica somente a elas. Nós não precisamos disso porque, diferente delas, temos asas! Quando o verão acabar, nós migraremos para outra região. E, assim, nunca nos faltará nada! Não somos formigas, somos andorinhas!”.

Dentro daquilo que o Senhor te confiou não faltará nada! Só faltará se você insistir em se tornar algo que Ele não te criou para ser.

Você é única, inigualável e imbatível. Por isso, em vez de se comparar à que recebeu cinco talentos, desenvolva a sua melhor versão! Com o tempo, o Senhor te acrescentará mais!

Deus tem para você uma missão, dons e talentos, com o propósito de você ser uma bênção para você, para os outros e para a edificação do Reino d’Ele!

As sementes são potenciais. O que as levam à transformação? Os ambientes em que elas são plantadas! Fortaleça suas raízes em Cristo! Floresça e frutifique onde Deus te plantou.  Tenha objetivos e disciplina e, desta forma, em tudo, você será mais que vencedora!

A imagem pode conter: 12 pessoas, multidão

Redação