Siga-me

Navegue por categoria

Últimos posts

A mentira é um mal necessário?

Efésios 4.25: “Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.”

Mateus 5.37: “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.”

Provérbios 11.5: “A justiça do sincero endireitará o seu caminho, mas o perverso pela sua falsidade cairá.”

Com certeza, mentir está fora de cogitação. Você pode até ter uma série de justificativas: “Menti, porque tive medo!”; “Menti para não magoar quem eu amo!”; “Menti, porque estava sob pressão!”… Mas a mentira é um caminho de destruição.

Por outro lado, não podemos usar a nossa sinceridade para ferir as pessoas. Existe uma forma certa e um jeito certo de abordarmos cada assunto.

Provérbios 25.11: “Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo.”

Provérbios 15.1: “A palavra branda desvia o furor.”

Eu sempre digo que é melhor uma verdade horrorosa do que uma mentira linda, porque a mentira sempre será exposta e pode trazer consequências desastrosas.

Todos nós sabemos que o mundo espiritual é constituído por luz e trevas. Consequentemente, nas trevas, há a mentira, e, na luz, a verdade.

O ambiente de Cristo, obviamente, é um ambiente de luz. Ali, habita a verdade. A verdade é uma grande arma que o Senhor deixou para nós, porque, ao mesmo tempo em que ela mantém nossos pés no chão, é libertadora.

A melhor forma de deixarmos o hábito de mentir é deixarmos de mentir para nós mesmos, ou seja, precisamos assumir nossas verdades.

O segredo para cultivar bons relacionamentos e sempre deixar os ambientes leves é saber colocar suas verdades e, muitas vezes, saber a hora certa de freamos nossa boca! Precisamos aprender a controlar nossos impulsos, porque sempre seremos reféns de nossas palavras e dos seus desdobramentos.

Há um famoso ditado popular, que diz: “Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.”.

Salmos 46.10: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus…”

Existem verdades que não conseguimos expor, principalmente quando somos vítimas de injustiças e calunias. Nestes casos, precisamos apresentar diante do Senhor nossos medos e dificuldades, crendo que Ele nos justificará e trará à luz todas as coisas.

Marcos 4.22: “Pois nada há de oculto que não venha a ser revelado, e nada em segredo que não seja trazido à luz do dia.”

Se você tem se tornou escravo de mentiras, se você não consegue deixar este hábito terrível, assista ao vídeo abaixo, porque eu tenho uma palavra para você:

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply