Siga-me

Navegue por categoria

Últimos posts

É POSSÍVEL PERDOAR E SUPERAR UMA TRAIÇÃO?

Hoje, eu quero falar sobre um tema muito doloroso e, infelizmente, cada dia mais comum: a traição!

Uma pesquisa divulgada recentemente revelou que, no Brasil, os homens traem mais do que as mulheres. Entre eles, 50,5% admitem já terem sido infiéis em seus relacionamentos. Entre as mulheres, a traição foi admitida por 30,2%.

Será que um relacionamento pode sobreviver à traição? Será que é possível superar este terrível trauma e retomar a relação? Será que é possível confiar novamente?

Malaquias 2.15: “Não fez o SENHOR um, mesmo que havendo nele um pouco de espírito? E por que somente um? Ele buscava a descendência que prometera. Portanto, cuidai de vós mesmos, e ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade.”

1 Pedro 4.8: “Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados.”

Lucas 1.37: “Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas.”

Se eu disser que perdoar uma traição é fácil, eu estarei mentindo! Até mesmo Jesus, quando foi traído por Judas, sofreu!

Ser traído é uma das piores dores que alguém pode sentir. É tão intensa quanto a dor da perda, ou de uma grande decepção. É um ato cruel!

Infelizmente, ninguém está livre de passar por isso. Apresente-me uma pessoa que não tenha sido traída!

Passar por ela pode ser inevitável, mas a intensidade dos seus desdobramentos nós podemos controlar. Como? Blindando-nos de todo o sentimento de culpa, de baixa autoestima, de mágoa, de ódio…

Eu sempre falo que pior do que ser traído é ser o traidor! A traição é sinal de uma fraqueza da carne, é sinal de falta de domínio próprio, é fruto de uma escravidão, mas também de uma escolha… Em algum momento, uma brecha foi aberta!

É possível perdoar? É, sim! Eu sei que, em Deus, não existem situações irreversíveis. Mas, para isso, é necessário:

1- Haver uma autoavaliação;

2- Fechar as brechas;

3- Haver um arrependimento verdadeiro;

4- Haver mudança de atitudes;

5- Ter paciência, porque ninguém é liberto de uma situação como essa do dia para a noite;

6- Depois que a libertação for completa, não tocar mais no assunto (quebras os vínculos com o passado);

7- Renovar a aliança.

Eu conheço muitos casais que superaram a tração e, hoje, vivem a glória da segunda casa. Como eu me alegro em ver isso, principalmente quando há filhos envolvidos.

Como eu me alegro em ver que os planos do inimigo para essas famílias foram frustrados!

Eu sempre serei a favor da família. Mas, infelizmente, existem casos em que não há arrependimento e mudança de hábitos. Existem casos também em que a pessoa não consegue mais confiar e retomar a relação, ainda que o outro se arrependa. Qual é alternativa quando não há disposição de uma das partes para uma restauração? O divórcio. Neste caso, a Bíblia não condena!

Não existe uma resposta só para todos os casos de traição. São questões muito pessoais! O que eu posso garantir é que Deus tem, sim, um recomeço de paz!

Se você está enfrentando uma crise no seu casamento, o meu conselho é: não lute sozinho! Procure um pastor e se fortaleça no amor daquele que não falha – Deus!

No vídeo abaixo, eu abordei mais questões referentes ao assunto e deixei alguns conselhos para uma querida nossa que enfrentou uma terrível crise em seu casamento:

You Might Also Like