Siga-me

Navegue por categoria

Últimos posts

Meu casamento está esfriando

Hoje, mostrando que o meu blog não é só voltado ao público feminino, eu vou deixar alguns conselhos para um querido internauta que nos procurou porque precisa de um ponto de vista feminino para ajudá-lo a compreender melhor sua esposa e, consequentemente, salvar seu casamento.

Resumindo, ele disse que a ama muito, mas a sente muito distante. Além de não procurá-lo, ela o despreza.

Muitos relacionamentos, por uma série de motivos, acabam se desgastando e caindo em uma rotina. Em vez de namorados, é como se fossem dois colegas que dividem o mesmo ambiente.

Em vez trocarem carícias, confidências e sonhos, acabam falando somente sobre assuntos relacionados ao funcionamento da casa. Eu não sei qual foi exatamente o motivo deste esfriamento.

O que eu sei é que, antes de tudo, precisamos ter consciência do que é o amor!

1 Coríntios 13.1 a 13: “Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.

O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará; porque, em parte, conhecemos e, em parte, profetizamos. Quando, porém, vier o que é perfeito, então, o que é em parte será aniquilado.

Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino. Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.”

Este texto é de autoria do apóstolo Paulo. Antes de se converter, ele era um assassino! Ele, inclusive, tinha prazer em perseguir e matar cristãos.

Como pode um homem sanguinário definir tão bem a palavra “amor”? O que mudou? Ele teve um encontro verdadeiro com Deus! Ele foi transformado pelo amor! Nunca ignore o poder da fé e o poder do amor; são as forças mais poderosas do universo.

O meu conselho para você é: faça tudo em amor! Leve-a para um local que ela goste. Tire-a do ambiente de estresse. Dê flores, mostre com suas atitudes que você se importa com o bem estar dela. Tente uma abordagem diferente, abra seu coração e, acima de tudo, esteja disposto a ouvir! Talvez, ela esteja chateada com algumas atitudes suas. Reestabeleçam o diálogo e o princípio de concordância!

Tenha atitudes espirituais também! Faça uma campanha de oração e consagre um jejum pela restauração do seu casamento.

É importante os dois serem acompanhados por um casal de pastores também!

Sabe, eu aprendi que o amor verdadeiro pode até esfriar, mas jamais acaba! Por isso, lute até o fim!

Espero tê-lo ajudado e, em breve, me alegrar com o seu testemunho!

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply